29 de maio de 2018

Páscoa

Ao planear esta viagem, criaram-se dois objetivos: realizar uma caminhada na natureza e conhecer espaços culturais. A partir disto selecionou-se então o Parque Natural do Vale do Guadiana e a cidade de Mérida.

Mértola


pensão e restaurante nas Minas de São Domingos



Minas de São Domingos


Monsaraz


Vale do Guadiana, pulo do Lobo


Pias


Mérida


Teatro Romano de Mérida


Anfiteatro Romano de Mérida





outros desenhos e imagens
https://www.instagram.com/josejosue_official/

https://www.behance.net/josejosue

https://www.facebook.com/josejosueprojetos/
_

Parque Natural do Vale do Guadiana
http://www2.icnf.pt/portal/ap/p-nat/pnvg

25 de maio de 2018

acordar no Porto


No Porto, gosto de acordar com o som das gaivotas. Desta vez acordei com uma a "bicar" a janela e a pedir-me para ser desenhada. Assim o fiz!




outros desenhos e imagens
https://www.instagram.com/josejosue_official/

16 de março de 2018

vadiagem voadora

O Rui voador e o Diogo vadio organizaram mais uma Vadiagem Voadora, escolhendo, não por acaso, uma das zonas mais isoladas de Portugal, mas também uma região particular com os seus parques naturais, serras e gentes acolhedoras. Foram 3 dias a pedalar em semi-autonomia no limite ou dentro do Parque Natural de Montesinho. Para lá chegar, uma trupe de amigos fizeram 500km para chegar a Bragança. Infelizmente esta capital de distrito não tem ligação ferroviária, o que nos dificultou a logística com as bicicletas, obrigando à escolha de carros como meio para lá chegar e transporte das bicicletas. No entanto, o que ficou foi uma região muito bonita, com festividades carnavalescas ainda ricas da nossa cultura e uma hospitalidade grande em receber quem vem de fora, tanto em Bragança (bombeiros), como em Vinhais e em Moimenta (juntas de freguesia). 


mapa do circuito circular (bicicleta desenhada pelo Vasco que realizou também esta viagem de bicicleta com cerca de 90km)


a primeira paragem, no restaurante Bela Vista, em Ponte de Castrelos, na N103


na feira do enchido de Vinhais onde provámos as alheiras e o cozido de cascas (casulos) e butelos


em Salgueiros

em Moimenta, onde pernoitamos num salão da Junta de Freguesia.

mais informações

http://bicicleta-voadora.blogspot.pt/
https://pt-pt.facebook.com/Bicicleta-Voadora-196629327070353/
https://pt-pt.facebook.com/vadiagemoutdoors/


6 de março de 2018

pequena viagem de bicicleta (Tomar - Buracas do Casmilo - Pombal)

No Maciço calcário de Sicó, no centro do país, há um vale conhecido pelas suas Buracas, perto da pequena aldeia Casmilo. Foi lá, em conjunto com amigos, que começámos o presente ano, num dos  modos que mais gostamos de explorar e viajar: de bicicleta e "selvagem". Abençoámos a chuva apanhada no dia 1 para que se repetisse muitas vezes em 2018. Também gostei de começar o dia/ano a desenhar. Que os desenhos e a chuva se repitam então!



https://www.behance.net/josejosue
https://www.facebook.com/josejosueprojetos/

21 de fevereiro de 2018

pequena viagem de bicicleta (Castelo Branco)

Mais um pequena viagem no interior do país. 
Convidámos (Bons Selvagens) o João Lourenço, viajante do mundo mas com grande conhecimento de Portugal, a planear 3 dias de bicicleta em autonomia no distrito de Castelo Branco, em dezembro de 2017



mapa


vale do Almourão 


portas de Almourão


sr. Manuel, proprietário da Taberna da Ponte do Alvito que, de modo simpático nos veio abrir a porta do estabelecimento para bebermos um copo e termos uma breve conversa


praia fluvial da Couca

Alfredo é prova que, no interior do país, somos sempre bem recebidos. Na praia fluvial de Sêsmos, receberam-nos tão bem que tivemos muita dificuldade em sair de lá para ir ao encontro dos nossos amigos




aldeia de xisto Martim Branco


Viajar de bicicleta é muito bom! Complementar o percurso com o comboio, torna uma viagem perfeita, não só pela parte social, mas porque permite irmos fazendo outras coisas que nos agradam (desenhar, tricotar, ler, tocar instrumento musical, dormir!)



 uma aventura  
Bons Selvagens



2 de fevereiro de 2018

"para poder voltar"

Terminei esta semana o livro "Para poder voltar - diário transiberiano" de Mateus Brandão. Fiquei com vontade de voltar a viajar de comboio, de fazer o transiberiano, de conhecer a taiga russa e o lago Baikal, a estepe mongol e pernoitar numa yurt. Talvez um dia...




"São as coisas que sentimos na pele, no peito, na língua. As montanhas que subimos, as coisas que escutamos, os aromas que inalamos (...)"
Mateus Brandão

24 de janeiro de 2018

faia brava

Esta viagem realizou-se no âmbito de uma ação de voluntariado organizada pela associação da Faia Brava ATN (Associação Transumância e Natureza) com a participação do coletivo Bons Selvagens, amigos e a trupe juvenil VidaLoca. O objetivo da ação foi transplantar árvores naturais da região, nas zonas ardidas no ano de 2017.


uma das árvores transplantadas do viveiro para serem plantadas nas áreas ardidas da reserva natural


´
Castelo Rodrigo


vale do Côa


potro Garrano, raça antiga, nativa do norte de Portugal; utilizada como animal de carga e trabalho; hoje é protegida devido ao risco de extinção a que esteve sujeito


vista do abrigo granítico Lapas Cabreiras numa plataforma sobre o vale



pinturas esquemáticas pré-históricas com pigmentos distintos (vermelho vivo e escuro e laranja); conjunto antropomórfico com o tema "mão" a dominar as composições


ATN
https://www.atnatureza.org/

http://atnatureza.blogspot.pt/

https://www.facebook.com/faiabrava/

 uma aventura  
BONS SELVAGENS

-
https://www.facebook.com/josejosueprojetos/

17 de novembro de 2017

viagem à Polónia


Desenhos que ilustram parte da viagem à Polónia, na primeira quinzena de agosto, onde se conheceu um país bonito e cheio de pequenas surpresas, pessoas que num primeiro contacto, apresentavam-se fechadas, mas que com duas frases conquistava-se um sorriso e simpatia

carruagem de comboio Inter-Cidades onde passámos muitas horas a atravessar o país (Wroclaw, no sul, até Elblag, no norte).


igreja de Elblag à noite


estação de comboios em Elblag




estação de Malbork


castelo de Malbork - ordem dos cavaleiros Teutónicos




Brzezno (Gdansk), no mar Báltico






parque Narodowy, na floresta de Bialowieza, fronteira com Bielorrússia



aldeia de Budy, na floresta Bialowieza


restaurante russo "babushka Bistro" em Hajnówka, junto à floresta Bialowieza
nesta cidade, ficámos 3 noites para conhecer a floresta e polacos


polacos


Lublin, a caminho do sul


restaurante vegetariano "Zwrot Naczyn", em Lublin


Museu do Comunismo na Polónia, antigo cine Berlin, Nowa Huta, já em Cracóvia


ruas e complexo habitacional em Nowa Huta, Cracóvia



estação de comboios de Cracóvia


rua do centro de Cracóvia (folha da capa do nosso guia)





restaurante e cervejaria em Wroclaw, a última cidade de um percurso circular pela Polónia





tradicionais igreja em madeira, no parque Szczytnicki, Wroclaw


mapa de referência